Nome completo

Mark Andrew Spitz

Nacionalidade

EUA

Nascimento

10/2/1950

Local

Modesto

Altura

1,83m

Ouro

9

Prata

1

Bronze

1

Total

11

Participações

Cidade do México 1968

Munique 1972

Histórico olímpico

1968: Revezamentos 4 x 100 m e 4 x 200 m livre (ouro) 100 m borboleta (prata) e 100 m livre (bronze); 1972: Revezamentos 4 x 100 m e 4 x 200 m livre e 4 x 100 m medley, 100 m e 200 m livre, 100 m e 200 m borboleta (ouro)

Outras conquistas

32 recordes mundiais

O nadador Mark Spitz precisou de quatro anos remoendo uma frustração para conseguir, em Munique 1972, o que muitos julgavam um feito impossível. Na Alemanha, o americano conquistou sete medalhas de ouro e sua marca só foi batida por Michael Phelps nos Jogos de Pequim, em 2008, com oito vitórias. Spitz, porém, permanece com uma marca intacta: quebrou o recorde mundial de todas as provas que venceu no evento.

O americano chegou à Olimpíada da Cidade do México, em 1968, com a meta de vencer seis provas, mas conseguiu subir no topo do pódio “apenas” duas vezes. Desapontado, decidiu ir para a Universidade de Indiana treinar com Doc Counsilman. Quatro anos mais tarde e novamente em excelente fase, chegou a Munique com a mesma meta: seis vitórias. Dessa vez, porém, foi além e pendurou sete ouros no peito. Depois da competição, deixou as piscinas, quando ainda tinha 22 anos.

Mark Spitz durante treino em Munique 1972

Arquivo/Life

Spitz treina em 1972: ele ganharia sete ouros e quebraria sete recordes mundiais nos Jogos de Munique

O ex-nadador nasceu na Califórnia e aos 2 anos se mudou com a família para o Havaí. Foi lá que começou a competir, aos 6 anos. Até os 10 anos, o garoto já detinha 17 recordes nacionais e uma melhor marca mundial em diversas suas faixas etárias. Aos 15, obteve seu primeiro grande feito internacional ao ganhar quatro ouros na Macabíada, tradicional competição voltada para atletas judeus. Em 1967, estabeleceu seu primeiro recorde adulto (400 m livre) e conquistou inéditos cinco ouros em uma mesma edição de Jogos Pan-Americanos, em Winnipeg (CAN) — o brasileiro Thiago Pereira o superou no Rio 2007. Entre 1965 e 1972, além das medalhas em Olimpíadas e Pan-Americanos, o ex-nadador ganhou 31 títulos nacionais amadores e oito universitários nos EUA. Também quebrou 32 recordes mundiais.

Aos 41 anos, em 1991, tentou voltar às piscinas. O cineasta Bud Greenspan lhe ofereceu cerca de US$ 1 milhão caso conseguisse se classificar para os Jogos de Barcelona, em 1992. Mais velho e sem o mesmo ritmo, não passou nas seletivas americanas. Hoje, dá palestras e é empresário. É casado e tem dois filhos, Matthew e Justin.

search-sample