Nome completo

Torben Schmidt Grael

Nacionalidade

BRA

Nascimento

22/7/1960

Local

São Paulo

Altura

1,85m

Ouro

2

Prata

1

Bronze

2

Total

5

Participações

Los Angeles 1984

Seul 1988

Barcelona 1992

Atlanta 1996

Sydney 2000

Atenas 2004

Outras conquistas

5 títulos mundiais e um título da Volvo Ocean Race

Paulistano de nascimento, mas criado em Niterói (RJ), Torben Grael é um dos mais importantes velejadores de todos os tempos e o primeiro a conseguir cinco medalhas olímpicas, feito posteriormente igualado por outros atletas, incluindo o também brasileiro Robert Scheidt. Das seis edições dos Jogos que disputou, de Los Angeles 1984 a Atenas 2004, terminou sem medalha apenas em Barcelona 1992, quando foi 11° colocado.

O lado materno da família tem origem na Dinamarca, país de grande tradição na vela. O brasileiro aprendeu a velejar ainda na infância, levado pelo avô, Preben, um pioneiro da modalidade no Brasil. A mãe e os tios também velejavam e assim tornou-se natural a entrada no esporte não apenas de Torben, mas também de Lars, irmão mais novo.

Torben Grael e Marcelo Ferreira em Atenas 2004

Arquivo/COI

Torben Grael em Atenas, onde ganhou ao lado de Marcelo Ferreira sua segunda medalha de ouro olímpica

E foi competindo com Lars, dono de dois bronzes olímpicos na classe Tornado (1988 e 1996), que Torben teve sua primeira grande conquista: o título mundial da classe Snipe em 1983, em Portugal. No ano seguinte, já era medalhista de prata em Los Angeles pela Soling – única vez que foi aos Jogos sem competir na classe Star. Em 2004, foi porta-bandeira do Brasil na cerimônia de abertura em Atenas e em 2013 foi escolhido pelo COB (Comitê Olímpico do Brasil) como técnico da seleção de vela.

Três das cinco medalhas de Torben (1996, 2000, 2004), incluindo seus dois ouros, foram conquistados ao lado de Marcelo Ferreira, companheiro na classe Star que também esteve na campanha de 1992. Em 1988, o parceiro foi Nelson Falcão e em 1984, Daniel Adler e Ronaldo Senfft.

O sucesso de Torben não foi apenas olímpico: o brasileiro foi campeão mundial em cinco oportunidades (além de uma em Mundial júnior) e venceu também a edição 2008/2009 da Volvo Ocean Race, famosa competição de vela oceânica. Foi para se dedicar a ela que Torben abriu mão de tentar disputar sua sétima edição dos Jogos, em Pequim 2008. Sem patrocínio, desistiu de tentar vaga em Londres 2012. Em novembro de 2015, tornou-se o primeiro brasileiro indicado ao hall da fama da modalidade.

search-sample