Nome completo

Wilma Glodean Rudolph

Nacionalidade

EUA

Nascimento

23/6/1940

Local

Santa Belém

Morte

12/11/1994

Local

Brentwood

Altura

1,80m

Ouro

3

Prata

0

Bronze

1

Total

4

Participações

Melbourne 1956

Roma 1960

Outras conquistas

Recordista mundial dos 100 m e 200 m rasos

Primeira atleta americana a conquistar medalha de ouro nas duas provas mais rápidas do atletismo e a ser campeã três vezes em uma mesma edição olímpica, Wilma Rudolph atingiu a façanha quando tinha 20 anos e andava normalmente há apenas uma década. Vítima de poliomielite na infância, só conseguiu caminhar perfeitamente depois dos 10 anos, após passar a maior parte da infância na cama. Nascida prematura com apenas 2 kg, teve também escarlatina e pneumonia dupla.

Contra qualquer prognóstico, se classificou para disputar os Jogos Olímpicos de Melbourne 1956 depois de uma longa batalha contra a pólio. Uma vez por semana ia a um hospital em Nashville, a 140 km de casa, para tratamento. Seus irmãos – Wilma era a terceira de uma família de 22 – ajudavam massageando as pernas afetadas pela doença. Determinada e competitiva, tornou-se ótima jogadora de basquete na escola, mas chamava a atenção pelo quanto era veloz. .

A mudança para o atletismo não demorou. Em Melbourne, foi eliminada precocemente nas baterias dos 200 metros rasos, mas ajudou a equipe dos EUA a conquistar o ouro no revezamento 4 x 100 m. E era apenas uma adolescente de 16 anos, com uma carreira recém-iniciada. Quatro anos depois, em Roma, ganhou dos europeus o apelido de Gazela Negra. Deixou os Jogos Olímpicos de 1960 com medalhas de ouro nos 100 m e 200 m rasos e no revezamento 4 x 100 m. Tinha um estilo rápido e bonito de correr.

Aposentou-se em 1962, quando tinha apenas 22 anos, porque seu desejo era ser lembrada pelos seus grandes resultados, e não por uma carreira em declínio. Tornou-se palestrante motivacional e abriu uma fundação com seu nome, para ajudar crianças. Foi também embaixadora americana da boa vontade na África. Morreu precocemente, aos 54 anos, vítima de câncer no cérebro, e deixou quatro filhos – dois meninos e duas meninas. Em 1977, foi lançado uma cinebiografia chamada “Wilma”, que tinha no elenco o então iniciante Denzel Washington.

Wilma Rudolph abraça a britânica Dorothy Hyman logo depois de conquistar o ouro dos 100 metros rasos em Roma 1960. A americana completou a prova em 11s0, contra 11s3 da rival.

search-sample