Colocar uma data na origem do levantamento de peso é tarefa impossível. A atividade está ligada à necessidade humana de definir quem era o mais forte. Registros de rudimentos da modalidade aparecem em antigos documentos egípcios, textos chineses e gravuras gregas. Os chineses, por exemplo, utilizavam em 1100 a.C. o levantamento de peso como maneira de selecionar novos soldados para o exército. Era um teste para ser aceito.

A modalidade não fazia parte do programa dos Jogos Olímpicos da antiguidade, mas já era usado como preparação para outros esportes. A prática também havia se tornado uma popular atração de circo na Europa e nos Estados Unidos. Mas foi no fim de 1899 que o levantamento de peso começou a caminhar para ser um esporte reconhecido, com a criação da Österreichischer Athleten Bund, em Viena, a primeira associação mundial voltada para a modalidade.

O americano Fred Winters durante os Jogos Olímpicos de St. Louis 1904

Wikimedia Commons

O americano Fred Winters conquistou medalha de prata nos Jogos Olímpicos de St. Louis 1904

Em 1891, ocorreu a primeira competição internacional de levantamento de peso, reunindo sete atletas de seis países e vencida pelo britânico Levy Lawrence Edward, que recebeu o título de campeão mundial amador de levantamento de peso.

Anos depois, em 10 de junho de 1905, foi fundada em Duisburgo, na Alemanha, a Amateur-Athleten-Weltunion (União Mundial de Atletas Amadores), que reunia as federações nacionais de levantamento de peso e antecedeu a IWF (Federação Internacional de Levantamento de Peso). A entidade também era a responsável pela luta olímpica.

O esporte reunia então três categorias (70 kg, 80 kg e +80 kg) e quatro tipos de provas: arranque com a mão esquerda, direita, arranque com as duas mãos e desenvolvimento com as duas mãos. Em 1920, alterou a entidade mudou de nome para FIH (Federação Internacional de Halterofilismo) e voltaria a ser modificado novamente em 1972, para IWF. Desde então, o arranque e o arremesso são as duas únicas provas.

A partir de 1946, os campeonatos mundiais são realizados anualmente, com exceção dos anos de Jogos Olímpicos. As mulheres passaram a disputar a modalidade em 1983, quando foram aceitas pela IWF, que estabeleceu nove categorias de peso.

No Brasil, as primeiras competições de levantamento de peso foram realizadas em 1910. Foi criada no Rio de Janeiro a Liga Força e Saúde, em 1946, e rebatizada, no ano seguinte, como Federação Metropolitana de Halterofilismo. O esporte também foi organizado em São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. A CBLP (Confederação Brasileira de Levantamento de Pesos) foi fundada em maio 1979.

História olímpica

O levantamento de peso integra o programa olímpico desde a primeira edição, em Atenas 1896. Na ocasião, foram duas provas, sem limite de peso, com levantamento de uma mão e com duas mãos, reunindo seis atletas de cinco países. A grande disputa foi entre o dinamarquês Viggo Jensen, que levou ouro com duas mãos e prata com uma) e o britânico Launceston Elliot que perdeu para o rival na disputa com duas mãos, mas levou o ouro na disputa com uma.

A egípcia Sarah Ahmed durante os Jogos Olímpicos da Juventude de 2014

Xinhua

A egípcia Sarah Ahmed conquistou medalha de ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude de 2014

Excluído na edição seguinte, em Paris 1900, o levantamento de peso retornou em 1904, em St. Louis (EUA), com as modalidades levantamento com duas mãos e halteres geral. Foi abolido do programa esportivo nas edições seguintes, retornando de forma definitiva apenas em Antuérpia 1920, quando também foram introduzidas as categorias de peso para os atletas.

Na Antuérpia, foram programadas três provas: arranque com uma mão e arremesso com uma e com duas mãos. Em Paris 1924, o programa foi inflado e chegou a cinco provas: arranque com uma mão e duas mãos, o arremesso com uma mão e duas mãos e o desenvolvimento com as duas mãos. A partir dos Jogos de Amsterdã 1928, foi criado o levantamento triplo, composto por desenvolvimento, o arranque e o arremesso com as duas mãos.

A última grande mudança ocorrida no levantamento de peso olímpico aconteceu em 1996, quando o COI (Comitê Olímpico Internacional) decidiu aceitar a entrada das mulheres a partir de Sydney 2000, com a condição de que o número de atletas (a soma de ambos os gêneros) não superasse os 250.

O grego Pyrros Dimas, tricampeão olímpico do levantamento de peso

Arquivo/COI

Em Atlanta 1996, o grego Pyrros Dimas, tricampeão olímpico, levou o ouro e quebrou o recorde mundial

Fonte: COI (Comitê Olímpico Internacional), COB (Comitê Olímpico do Brasil), IWF (Federação Internacional de Levantamento de Peso), CBLP (Confederação Brasileira de Levantamento de Pesos) e “Almanaque Olímpico Sportv” (Armando Freitas e Marcelo Barreto, Casa da Palavra, 271 páginas).

Bikpek

search-sample