Museu Itinerante

Divulgação

Visão interna do acervo de uma das carretas do Museu Itinerante

Ainda falta mais de um mês para o início das Olimpíadas Rio 2016, marca que foi alcançada nesta segunda-feira (20), mas será possível para os fãs de algumas cidades brasileiras sentirem um pouco do espírito olímpico antes mesmo da abertura oficial do evento, prevista para 5 de agosto. Desde o final do mês de abril, o Museu Itinerante Se Prepara Brasil – O Caminho do Esporte até o Rio, vem atravessando o território brasileiro, graças a duas carretas que levam uma exposição temporária com mais de 100 peças que fazem parte do acervo do COI (Comitê Olímpico Internacional), COB (Comitê Olímpico do Brasil), comitê Rio-2016, além de diversas coleções particulares.

Organizado por um dos patrocinadores dos Jogos (Bradesco), o Museu Itinerante iniciou sua viagem no dia 30 de abril, quando os veículos partiram de Vitória (ES) e Goiânia (GO). No total, as duas carretas passarão por 45 cidades em todo país, percorrendo cerca de 30 mil quilômetros. O ponto final será o Rio de Janeiro, durante o período das Olimpíadas e Paralimpíadas.

“O objetivo [da mostra] é propiciar um ambiente em que o público entenda o significado dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos e possa ter acesso a um acervo histórico bastante rico e instigante”, explica Maria Eugenia Saturni, diretora da Base7, responsável pela curadoria do Museu Itinerante. “Cada peça da exposição traz uma memória. Por meio delas é possível apreender o desenvolvimento tecnológico, as conquistas sociais, momentos históricos e manifestações culturais das mais diversas. Tudo isso tem como fio condutor o esporte e a emoção que ele desperta nas pessoas”, completa.

Fazem parte da mostra alguns objetos relevantes da história olímpica, como as réplicas das medalhas de prata e bronze distribuídas nos Jogos de 1896, em Atenas; tochas olímpicas de várias edições; equipamentos esportivos; imagens de atletas brasileiros; mascotes de outras Olimpíadas, entre outras peças. Alguns destes objetos são exclusivos de cada uma das respectivas mostras.

Sapatilhas de atletismo

Divulgação

Sapatilhas usadas no atletismo no início do século 20, ao lado do modernos calçados atuais

Na última semana, entre os dias 12 e 15, uma das carretas do Museu Itinerante esteve em São Paulo, no Morumbi Shopping. O Bikpek esteve lá e conta como foi a experiência de conhecer de perto um pouco da história das Olimpíadas.

A primeira impressão que ficou da visita em São Paulo foi de um aperitivo interessante para os Jogos Rio 2016. Mas também deixou no ar uma sensação de “quero mais”. Essa impressão é ampliada para quem teve a oportunidade de visitar uma mostra semelhante, que passou por São Paulo em 2012, antes dos Jogos de Londres, e no Rio de Janeiro em 2013, também com peças que vieram diretamente do Museu do COI, mas em quantidade muito maior. Ainda assim, a iniciativa é mais do que válida.

Permitir a pessoas dos mais diversos pontos do Brasil e que não poderão viajar ao Rio de Janeiro durante o período dos Jogos sentir o “gostinho” do clima olímpico é extremamente louvável. E a partir do momento em que se entra em uma das carretas que compõe a mostra, isso ocorre de verdade. Os objetos e peças históricas que estão expostos imediatamente transportam o visitante para uma saborosa viagem em mais de 100 anos de jornada olímpica, bem como relembrar as glórias olímpicas de alguns astros brasileiros, como Cesar Cielo, Sarah Menezes, Giba e Leila.

cesta de pêssego

Divulgação

Réplica da cesta de pêssego usada pelo americano James Naismith, inventor do basquete

Mas não é apenas história. Além de mostrar os pictogramas das modalidades que farão parte do programa esportivo dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, o museu itinerante contém ainda um totem interativo que permite ao visitante conhecer detalhes de todas as instalações olímpicas construídas no Rio de Janeiro para receber o evento.

Roteiro

Nesta segunda-feira (20), a carreta 1 do Museu Itinerante encontra-se na cidade de Londrina (PR), estacionada no calçadão da Av. Paraná, funcionando das 10 às 19h, enquanto a carreta 2 terá como próxima parada em Osasco (SP), a partir desta quarta (22), onde ficará no Shopping Continental, funcionando das 12 às 21h. Confira abaixo o roteiro das próximas cidades que receberão a mostra:

Carreta 1

Cascavel (PR) – 23 e 24 de junho
Santa Maria (RS) – 26 e 27 de junho
Caxias do Sul (RS) – 29 e 30 de junho
Porto Alegre (RS) – 2 a 4 de julho
Florianópolis (SC) – 6 e 7 de julho
Joinville (SC) – 9 e 10 de julho
Curitiba (PR) – 12 e 13 de julho
Barueri (SP) – 16 a 19 de julho
Sorocaba (SP) – 21 a 23 de julho
Santos (SP) – 25 a 27 de julho
São José dos Campos (SP) – 29 a 31 de julho
Rio de Janeiro (RJ) – 5 a 21 de agosto e 7 a 18 de setembro

Carreta 2

Campinas (SP) – 25 a 28 de junho
Ribeirão Preto (SP) – 30 de junho e 1º de julho
Franca (SP) – 3 e 4 de julho
São José do Rio Preto (SP) – 6 a 8 de julho
Uberlândia (MG) – 10 a 13 de julho
Montes Claros (MG) – 15 a 17 de julho
Governador Valadares (MG) – 19 a 21 de julho
Belo Horizonte (MG) – 23 a 27 de julho
Juiz de Fora (MG) – 29 a 31 de julho
Rio de Janeiro (RJ) – 5 a 21 de agosto e 7 a 18 de setembro

Quimono de Sarah Menezes

Divulgação

Um dos quimonos usados pela judoca Sarah Menezes, campeã olímpica nos Jogos de Londres 2012
Marcelo Laguna

Marcelo Laguna

Editor

Marcelo Laguna é jornalista especializado em esportes e cobre Olimpíadas desde 1984 - foi como enviado especial em Atlanta 1996, Sydney 2000, Londres 2012 e Rio 2016. É um dos cofundadores do Bikpek e crê que um dia o Brasil deixará de ter uma monocultura esportiva.

search-sample